segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Apostas cariocas

Com a chegada do verão, as atenções se voltam para o Rio de Janeiro. A pacificação de alguns morros soprou uma brisa de otimismo e autoestima sobre a cidade. E os preços, que já vinham subindo por conta da euforia com a Copa e as Olimpíadas, estão mais salgados do que nunca: no réveillon, tem albergue cobrando R$1.200 por uma vaga em quarto com nove camas. Aos cariocas e turistas que estão de malas prontas, o jornal O Globo fez um apanhado das novidades que devem bombar na temporada.

As apostas do verão incluem esportes ao ar livre, dicas de gastronomia, moda, passeios e festinhas. Algumas tendências já são velhas conhecidas dos paulistanos, como os ceviches, os drinks com jabuticaba e os óculos arredondados. Outras são tipicamente locais - blocos de rua, rodas de samba e ensaios de Carnaval são alguns exemplos. O BikeRio, projeto de aluguel de bicicletas similar ao de cidades como Paris e Barcelona, foi lançado em outubro e já tem estações espalhadas por toda a Zona Sul. Para sair pedalando, é preciso usar um cartão de crédito.

Com a retomada de espaços antes dominados pelo narcotráfico, áreas como Pavão-Pavãozinho, Rocinha e Vidigal se abrem para o mundo e entram no roteiro de diversão da cidade. Tem trilha para escalada, restaurante japonês, sessão de jazz e banquete de feijoada - a R$50 por pessoa, e mediante reserva. Tia Léa, que pilota as panelas, contou ao jornal que trabalha "como personal organizer, vulgo faxineira". Adorei essa!

5 comentários:

Daniel disse...

acho que até 2016, todos os verões serão do Rio.

Não tinha visto esse mega-portal do Globo sobre o verão carioca de 2012.

Eu estou babando para usar o BikeRio, mas na cidade partida, não tem nenhuma estação no Méia. :/

Lucas T. disse...

Gente, que delícia. Mas o hostel ali fumou crack, né? Aliás, sabe se essa pacificação toda influenciou muito a oferta e valor das duórgas? Porque a demanda certamente não mudou.

Fábio Carvalho disse...

Pois é Daniel, já comentei no FB do Thithi que não pode ser apenas na Zona Sul essa história de bicicleta de aluguel.
Sempre fica isso: do lado de cá dos túneis, vivemos em uma outra cidade, abandonada pelo poder público.
abraços!

Anônimo disse...

"Com a chegada do verão, as atenções se voltam para o Rio de Janeiro." Minha Nossa Senhora do Clichê Escarlate, como lhe dar com um texto que começa assim?

Ylton disse...

Pois é, muita gente nao sabe e nem mesmo eu sabia, Sao Paulo tem ja ha algum tempo um esquema de aluguel de bicicletas em estaçoes do metrô. O interessado paga R$ 2,50 por hora e deixa o nunero do cartao de credito para eventual Elza nas magrelas. O cara pode alugar numa esraçao e devolver em outra. Funciona ate 22h. Fica a dica.