domingo, 28 de junho de 2009

No dia do orgulho, nosso filho vem ao mundo!

Faz quase um mês que eu anunciei que iria escrever algo que chamei informalmente de "cartilha gay". Muitas têm sido as queixas contra a apatia generalizada que domina o nosso meio: alienado, egoísta, incapaz de fazer sua parte para que as conquistas sociais e políticas de que tanto precisamos efetivamente aconteçam. Essas críticas de fato procedem (embora elas não sejam aplicáveis somente aos gays, como eu já disse aqui), mas o simples fato de reclamar não basta e não resolve os problemas. Por isso, achei que não seria má ideia sugerir uma lista de atitudes viáveis e possíveis, para que a classe média gay - que é o público que lê meu blog, convive e se comunica comigo - se encorajasse a sair da inércia e percebesse que fazer algo pela causa LGBT não é tão chato e difícil como se pensa.

O entusiasmo com que minha iniciativa foi recebida mostrou que ela estava longe de ser redundante. Existem inúmeros grupos e ONGs atuando em diversas searas pelos nossos interesses, mas por algum motivo, eles não conseguem se comunicar com todos nós - seja pelo uso de fórmulas batidas e discursos pouco atraentes, seja pelo próprio desinteresse (ou mesmo preconceito) da classe média pelo seu trabalho. Nesse sentido, a "cartilha" serviria como um esforço paralelo, não competindo com a militância, mas somando forças com ela, tentando alcançar um público que ela não atinge. Afinal, o que importa é que mais pessoas se conscientizem de que os avanços tão sonhados são de responsabilidade de todos.

Eis que hoje, 28 de junho de 2009 - aniversário de 40 anos da Rebelião de Stonewall, pontapé inicial na luta pelos direitos LGBT em todo o mundo - a tal "cartilha" finalmente está no ar. Ela é o fruto de um trabalho conjunto, feito com muito carinho por mim e pelos demais blogueiros que abraçaram a ideia comigo: Cris, Gustavo, Isadora, Daniel e Jack. Foi um mês de dilemas, desafios e discussões, desde a escolha do visual [os dois logotipos finalistas ilustram este texto] até a maneira de abordar os temas mais sensíveis e polêmicos, que não poderiam deixar de ser tratados. Nesse período, aprendemos muito uns com os outros, não só pela experiência pessoal que cada um agregou à "cartilha", enriquecendo o produto final, mas pelo próprio fato de ter de pensar em grupo, conciliando ideias e vontades diversas, e colocando opiniões sem melindrar ou agredir os demais.

Ainda que nosso trabalho não tenha a pretensão de salvar o mundo ou catequizar as pessoas, temos a esperança de que ele causará um impacto social positivo em meio ao público a que ele se dirige. E isso nos enche de alegria e orgulho. Muitos alegam que a ideia de um "orgulho gay" é inadequada, porque não há razão para uma pessoa se orgulhar (ou se envergonhar) da própria orientação sexual. Concordo: ela é apenas um detalhe. Mas isso não significa que não tenhamos razões para estufar o peito. Gays ou não, temos que nos orgulhar daquilo que somos e também daquilo que fazemos pelas pessoas que nos cercam, ao cumprirmos nossa missão com honestidade. É exatamente essa a sensação que temos agora, ao dividir nosso trabalho com vocês. Confiram a "cartilha" aqui. E, se quiserem divulgá-la em suas páginas pessoais, os banners em três tamanhos estão aqui.

23 comentários:

Isadora disse...

Estou muito feliz por termos levado adiante, por termos feito o nosso melhor (e sua personalidade agregadora foi fundamental, já disse no meu blog). O resultado é esse: orgulho por termos feito dessa experiência algo enriquecedor pra gente e - espero - para outros. Ou seja, orgulho pelo motivo mais ordinário: de ter feito um pouquinho mais da tarefa que nos cabe.
Beijo!

uomini disse...

Querido amigo,

O que dizer pra você? Obrigado por fazer parte da minha história e me ensinar tanto durante todos estes anos (já já são quase 10!). Você ocupa um lugar de destaque absoluto entre os amigos que a vida colocou no meu caminho. Jamais esquecerei esta experiência que vivemos juntos. Um super beijo emocionado e um abraço bem apertado e demorado pra vc. Cris

Gustavo Miranda disse...

Nossa, eu fiz dia desses uma confissão no MSN que você riu, mas é a pura verdade. Você foi meu padrinho de bloguisses. O Bota Dentro nasceu da mesma sensação de inércia que existia em mim e que ainda hoje frisamos no 30ideias. Comecei a googlar coisas e me deparei com o seu blog. Thi, a iniciativa que nasceu oficialmente hj só reforça o quanto a sua iniciativa está antenada com as necessidades do nosso segmento. Ter trabalhado com todos vocês foi fantástico. E tenho a certeza de, com isso, ter conquistado novos amigos. Você é um deles.

Paulo Braccini - Bratz disse...

clap clap clap ... sensacional ... parabéns ...

;-)

beto disse...

entre várias boas dicas, gostei de ver a 21.
podemos não ter vontade de militar em ONGs e similares, mas muitas delas fazem trabalho sério sem ranço partidário.

então podemos ajudar com $$$ -- já que copiamos milhões dos defeitos de americanos, por que não copiar uma virtude de lá? a filantropia em larga escala e praticada no dia-a-dia, coisa que não faz parte da nossa cultura.

fico pasmo com a AUSÊNCIA quase total de eventos em prol de entidades/causas GLS patrocinados pelas boates e bares gays no Brasil, coisa que já é lugar comum há anos nos EUA e outros lugares.

Parece que os donos e promotores da noite só querem mesmo é ganhar nosso $$$ -- nada contra eles ganharem $$$, mas seria de bom tom retornar um pouco para quem faz a conta bancária deles crescer.

e esses eventos poderiam estimular a coleta de doações para ONGs sérias. ninguém vai morrer se, ao menos um dia, não comer uma sobremesa, deixar de tomar uma bebida, comprar um colocon e doar esse $$$ para quem faz algo pelas causas GLS.

Tuca Mestanza disse...

Parabéns pelo trabalho. Parabéns pela idéia. Parabéns a todos nós por ganharmos esse presente. ;)

S.A.M disse...

Querido, bela iniciativa!

Inclusive estou linkando lá no meu blog e acredito que essa parada foi mesmo a cartada que faltava sobre esse questionamento que todo mundo vinha fazendo do que de fato cada um de nós pode fazer!

Parabens!

Daniel disse...

Muito obrigado pelo convite, Thiago. Foi um prazer ter colaborado nesse projeto e ter tido a oportunidade de conhecer melhor vocês. Também fiquei orgulhoso do nosso 'filho gay'. hehehe.

RP disse...

OPA!

CARIOCA VIRTUAL disse...

PARABENS MENINOS: MANDARAM MUITO BEM! LI COM ENORME PRAZER!

Rodrigo disse...

Para.béns, guri!
baita orgulho de ti!

Marcelo disse...

Muito legal! Li todas as dicas, algumas já pratico!!!

Já estão linkados no meu bloquinho.

Abração

Focoinfinito Studio disse...

Adorei este blog, já estou "linkando" lá no meu.
Beijos e parabéns a todos vcs que fazem este espaço...
Verônica Masson

mgerzely disse...

Querido parabéns!!!Tenho a certeza que este material alcançará muitas pessoas.Vcs conseguiram juntar 2 coisas fundamentais: um material bem escrito com uma forma adequada de divulgação.Thiago sou seu fã e mais uma vez vc brilhou meus parabéns e um beijo no seu coração com toda a minha admiração.

Janaína Leslão disse...

Olá, querido! não precisa agradecer... afinal, o "bem" proporcionado pelo 30idéias é para tod@s! hihih
ah, e sobre as sugestões, sabe como é que é... apesar de meu armário ter sido demolido/implodido por minha vontade há vários anos, entendo que "cada um sabe a dor e a delicia" de estar no armário! rsrs E é bom saber que não estou só!
abraços!

Cris disse...

O trabalho está excelente!
Parabéns!

Douglas FR disse...

Parabéns pelo ótimo trabalho! De verdade! Além de abrangente, é uma "cartilha" muito bem direcionada, abordando temas tão recorrentes no universo gay.

Adorei os links de cada tópico e as orientações e sugestões dadas, uma em particular: nunca tinha ouvido falar no iPrEx, fiquei muito curioso sobre a pesquisa. Muito bacana dar espaço a ações como essa.

Mais uma vez, parabéns pelo enorme seviço que vocês estão prestando.

Bjos.

Fabiano (LicoSp) disse...

parabens pela conquista... é assim que conseguiremos algo.

bjs do Lico

Arthem disse...

Bah! Difícil eu me enganar quando eu vejo aquela centelha de luz sobre o ombro das pessoas (ou seria sobre o teclado?).
Mais uma vez, eu acertei. Hehehe!
Parabéns a toda essa equipe que realizou obra tão relevante ao segmento LGBT!!
Quando eu tive acesso a um texto teu sobre Porto Alegre, eu sabia que ali havia uma pessoa cheia de intuição e crítica, associadas a intelecto e grande expressão.
Fenomenal ter saído do mundo simplesmente 'teórico' para a efetiva construção coletiva. Eis o sinal da transmutação.
;-)
Beijo-e-abraço!
Azzriell

donna_sc disse...

excelente iniciativa a de vocês. publiquei no meu blog pessoal e no meu blog sobre meus temas de pesquisa para ajudar na divulgação.
parabéns. :)
beijinhos, querido!
Anna.

Diógenes de Souza disse...

Sabe quando você sente orgulho pelo e dos outros? Pois é, sinto-me exatamente assim. Só me resta dizer: parabéns! e, obrigado!

Abraço a todos!

Junior disse...

Fui lá e visitei o "filhote" de vocês. Gostei muito. Parabéns

K. disse...

vou precisar de mais tempo pra ver com calmas, mas já é uma enoooooooooooorme passo diferente.

sugestãozinha: cadê a versão em pdf para download? =)