quarta-feira, 25 de julho de 2012

Calorzinho menos calórico

Uma boa chocolatada feita na panela e engrossada com leite condensado, com textura aveludada, para encher a xícara e repetir. Massas com molhos espessos, sem economizar no creme de leite. Suflês gratinados com bastante queijo gruyère. Fondue. Petit gâteau. O frio abre o apetite, e as comidas que apetecem são as mais calóricas possíveis. O problema é que o inverno passa rápido, mas livrar-se dos quilos acumulados demora bem mais - sobretudo quando já não se é mais um(a) garotinho(a). Como estou engajado no projeto Tio+20 para envelhecer com dignidade, tratei de buscar alternativas de comidas quentinhas que não fizessem tanto estrago na balança. Divido com vocês duas dicas paulistanas que caem superbem nos dias frios e não comprometem tanto a silhueta.

A primeira é o Tea Connection, um lugarzinho pra lá de aconchegante na Alameda Lorena, nos Jardins. Primeira filial brasileira de um negócio que tem meia dúzia de endereços em Buenos Aires, eles têm o foco principal no chá, com uma carta extensa de opções, entre chás pretos, vermelhos, verdes e infusões, com aromas que convencem até os mais céticos, como eu. O cardápio de comidas é interessantíssimo, com uma pegada saudável, sem ser natureba, com saladas, wraps e pratos com um pé no étnico e outro no moderninho. Comi ali uma das duas ou três melhores saladas da minha vida: rúcula, queijo brie, cogumelos portobello, pistaches assados e um chutney de tomate saboroso dando liga nos demais ingredientes. Valeu por uma refeição, sem pesar. Para o calor, eles têm chás gelados, sucos e umas águas de frutas bem refrescantes; para os momentos de indulgência, servem sobremesas como a argentiníssima chocotorta.

O outro lugarzinho estratégico é o Lamen Kazu, clássico bom-bonito-e-barato da Liberdade. Trata-se de um restaurante japonês especializado em lamen. Não pensem em macarrão instantâneo tipo Miojo: aqui, a massa é artesanal e vem numa panela de porcelana, imersa num reconfortante caldo que pode ser à base de sal, missô ou shoyu (segundo a escolha do freguês), junto com cebolinha, nabo, lombo cozido e outros ingredientes pedidos à parte. Minha pedida de sempre é o shoyu tyashu, com caldo de shoyu, três fatias extras de lombo, mais milho e manteiga por minha conta. Você toma o caldo com uma colher de porcelana e ao mesmo tempo vai pinçando os ingredientes sólidos com hashis. Comfort food de japonês é isso aí. O lugar é pequeno, vive cheio e fecha cedo (às 22h30, mas antes disso eles param de aceitar clientes que já não estejam lá dentro). A qualidade da comida e o preço realmente honesto ajudam a explicar o sucesso do lugar.

5 comentários:

railer disse...

suas dicas são ótimas!
quando eu for a são paulo, quero que você me apresente esses lugares bacanas!

uns meses atrás na pegn saiu uma matéria de uma padaria aí que tou doido pra conhecer. vamos?

wair de paula disse...

Adoro o Lamem Kazu, fui levado por um amigo e virei fã. Quer outra dica "hit&light"? As sopas da Kukla, na al. Itu (entre B.Cintra e Haddock). Mas evite o balcão de doces e bolos, criminoso de tentador.

Roberto disse...

Minha dica de chocolate quente pra vc fazer em casa e repetir.
Ingredientes:
- Leite
- Barra de chocolate meio-amargo (Garoto ou Nestle), o tamanho padrão tem 200 gramas

Como fazer:
- Coloque o leite para esquentar, meça a quantidade de leite pelo número de xícaras de chá que vc quer tomar do chocolate.
- Quando o leite começar a ficar mais quente, coloque o chocolate para derreter no leite mesmo, sempre mexendo com uma colher de pau.
- A quantidade de chocolate depende do seu gosto para a força do chocolate. Eu uso uma tira da barra por xícara.
- Leve tudo a fervura por alguns segundos, sempre mexendo com a colher de pau e sem deixar subir e sair da panela, para deixar a chocolatada cremosa.
- Sirva em xícaras de chá e adoce a gosto.

Cara Comum disse...

Oi, Thiago! Tudo bem?

Queria trocar uma ideia contigo sobre o seu maravilhoso projeto das "30 ideias para ajudar a causa LGBT do seu jeito".

Estava acessando o blog e vi que algumas coisas poderiam ser melhoradas e atualizadas. Como faço pra entrar em contato contigo? Estou disposto a colaborar, humildemente, claro!

Qualquer coisa, entre em co ntato comigo através do meu blog (tem uma seção de contatos lá!).

Um grande abraço!

Cara Comum disse...

Ô, Thiago! Tudo bem, rapaz! Espero que vc tb esteja...

Os comentários elogiosos que fiz são mais que merecidos!

Mas quando eu falo de atualizar o 30ideias não é de colocar mais informação lá não. Acho as 30 ideias bem redondinhas e bem formatadas. O que eu digo que poderia ser feito é atualizar alguns links quebrados e referências que já não se aplicam mais (coisas que o tempo acaba trazendo como efeito colateral)...

Se vc não estiver afim de fazê-lo, às vezes seria legal vc me indicar o contato atualizado de um dos outros blogueiros envolvidos nesse projeto poderia se interessar em resolver esses pequenos percalços, sei lá! Só não acho legal que um projeto tão bacana se torne obsoleto e menos inspirador do que ele já é... Entendeu agora o que eu quis dizer???

Abração!